Golpe do aluguel de longo prazo do Airbnb: bandeiras vermelhas e golpistas expostos

Golpe do aluguel de longo prazo do Airbnb: bandeiras vermelhas e golpistas expostos

Você já encontrou um apartamento alugado onde a Airbnb tem que providenciar o pagamento do aluguel e a entrega das chaves? Não é possível inspecionar o apartamento antes de enviar o dinheiro, sejam quais forem os motivos. Continue lendo para evitar tornar-se uma vítima de fraude.

O cenário do golpe é sempre semelhante. O proprietário se oferece para alugar o apartamento, em que você paga o depósito e o aluguel via Airbnb. Assim que você concordar com o aluguel, as instruções de pagamento chegarão “de um representante da Airbnb”. No entanto, a Airbnb não tem nada a ver com o aluguel. Os golpistas abusam do nome de um serviço conhecido para ganhar a confiança da vítima.

O objetivo é atrair dinheiro rapidamente e depois cortar a comunicação. Não há tour pela propriedade, e eles nunca entregam as chaves. Acompanho golpes de aluguel desde 2014. Conheço pessoas que perderam muito dinheiro. No entanto, centenas de pessoas economizaram porque descobriram a tempo esse tipo de golpe. Estou continuamente atualizando este artigo com novas descobertas para reduzir o número de pessoas fraudadas ao mínimo.

Como reconhecer um aluguel fraudulento de apartamento

  1. Sinais no anúncio

    Os golpistas se aproveitam das vítimas em sites de anúncios de aluguel e, menos frequentemente, no Facebook. Primeiro, eles criam uma oferta de aluguel e geralmente roubam os textos e as fotos dos anúncios de outras ofertas.

    Se o inglês não é a primeira língua de seu país, mas algum idioma menos utilizado (como o húngaro ou o finlandês), eles usarão um tradutor.

    Até mesmo alguém que quer alugar seu apartamento se torna uma vítima.

    Já é possível suspeitar de fraude a partir do anúncio. Quanto mais dos seguintes pontos se aplicarem ao anúncio, maior a probabilidade de ser uma farsa:

    ⚠️ Preço baixo demais

    O preço do aluguel anunciado pode ser significativamente mais baixo do que o preço normal de mercado. Enquanto um é de 800 euros por mês, excluindo as taxas, o “proprietário” oferece o mesmo imóvel por 400 euros, com todos os extras. Ele precisa impressionar.

    ⚠️ Anúncio em servidores gratuitos

    Os golpistas colocam ofertas de aluguel exclusivamente em servidores de anúncios gratuitos ou no Facebook. Muitas vezes, apenas um endereço de e-mail é o contato, sem número de telefone ou informações sobre se é o proprietário ou um agente imobiliário.

    Desde 2020, os golpistas aprenderam a ignorar a verificação do número de telefone. Não se surpreenda se um número de telefone com o código de seu país aparecer ao lado do anúncio. Pode ser que ainda seja um golpe, e você nunca chegará ao número de telefone listado.

    ⚠️ Não é possível ver o apartamento pessoalmente

    Você nunca poderá ver o apartamento antes de enviar o dinheiro. Uma desculpa popular é que o proprietário atualmente está no exterior e tem a única chave.

  2. Comunicando-se com o “proprietário” e construindo confiança

    O “proprietário” usa quase exclusivamente o e-mail para entrar em contato com você. Isso lhe dá a garantia do anonimato, tempo e a capacidade de se comunicar em uma língua estrangeira. Embora o golpista seja geralmente um estrangeiro, ele pode se comunicar a partir do endereço de e-mail do seu país. No e-mail, ele pode pedir para se comunicar em inglês, o que é mais fácil para ele.
    Um sinal revelador para alguns idiomas é a confusão de gênero masculino e feminino — onde uma pessoa com um nome feminino escreve como sendo do gênero masculino.

    O golpista inventará uma identidade falsa e sua relação com o seu país. Ele pretende parecer o mais respeitável possível, para dar a impressão de ser uma pessoa decente e justa. Ele afirma com frequência ter vivido no país por vários anos e agora está usando o apartamento como residência de verão, ou que trabalha como médico ou policial. Quem poderia ser mais sério do que um policial?

    Para aumentar sua credibilidade, ele pode incluir documentos digitalizados — carteira de motorista, passaporte, cartão de serviço, e algumas fotos particulares. Em todos os casos, é roubo de identidade (fotos roubadas ou copiadas de outro infeliz enganado) ou montagens fotográficas.

    Você pode verificar facilmente a autenticidade das fotos através de uploading e pesquisa no Google Images. Verifique todas as fotos que o proprietário envia desta maneira. Se o Google encontrar a imagem, é muito provável que seja uma farsa. Se você passar por alguns dos links, confirmará isso imediatamente.

    Isto tende a ser suspeito.

    ⚠️ Um estrangeiro tem um e-mail de um provedor local

    Mesmo que o golpista admita ser um estrangeiro, ele usa um endereço de e-mail que se assemelha ao seu país para se comunicar. Muitas vezes, eles usam também nomes pseudo-locais. Como não estão familiarizados com as realidades locais, pode ser  fácil para um nativo reconhecer que tal nome não existe. É como se eu tivesse inventado um nome que soa holandês… e não existe.

    ⚠️ O golpista envia documentos roubados para você

    Que melhor maneira de inspirar confiança do que enviar à vítima seus documentos? Quem suspeitaria que um passaporte, uma carteira de motorista, um cartão de serviço da polícia ou uma foto particular é falso ou roubado?

    Uma das primeiras identidades mal utilizadas foi a do Detetive Luca Paight, de Cleveland, Reino Unido, por volta de 2014. Os golpistas obtiveram seu passaporte, seu documento de identificação policial, sua carteira de motorista e uma foto dele com a família, e a usaram para ganhar confiança das vítimas.

    Golpe do aluguel de longo prazo do Airbnb: bandeiras vermelhas e golpistas expostos

    Conheço vários casos de golpistas que se aproveitaram de um cidadão eslovaco ou alemão. No entanto, consegui localizá-los. Falei com eles, e eles confirmaram como os golpistas conseguiram isso.

    ⚠️ Como inspirar confiança

    O golpista pode alegar ter vivido no seu país por vários anos. No entanto, ele não fala a língua local e usa um tradutor. Embora não ofereça um apartamento, age sempre como ele tivesse um. Por exemplo, ele pede informações sobre o número de inquilinos, a data da mudança, ou documentos digitalizados.

    Não envie documentos pessoais para ele, em hipótese alguma. Você está se pondo em risco de roubo de identidade e abuso. Além disso, o fraudador pode oferecer aluguéis ou cometer outras atividades criminosas em seu nome. Se você tiver enviado digitalizações de sua identidade a golpistas, denuncie-as como roubadas (ou mal utilizadas).

  3. O Airbnb tornará o aluguel mais seguro

    Em uma das etapas, o golpista sugere que a Airbnb providenciará o aluguel. Eles cuidarão do pagamento e entregarão as chaves ao inquilino, pois o golpista já pode vir à cidade.

    Isso é um absurdo, porque a Airbnb não entrega nenhuma chave.

    Para aumentar a confiança, os golpistas às vezes preparam sites falsos, que supostamente se assemelham ao site da Airbnb. Você pode identificar a página falsa por vários pequenos detalhes.

    ⚠️ Endereço errado

    Se você olhar com atenção, notará que o endereço do site não é da Airbnb. Ao invés de com/ é conferma-paysafecard.com/. Ou qualquer outro, mas é sempre o que vem antes da primeira barra do endereço que importa. Se você tiver alguma dúvida sobre a autenticidade do site, verifique o endereço.

    Esse método é chamado de phishing. O objetivo é dar ao usuário uma página falsa que se pareça o máximo possível com a página oficial, por exemplo, um domínio ou endereço de e-mail.

    ⚠️ Design copiado

    O dessign do site dos falsos golpistas copia o design da Airbnb. No entanto, não tem nada a ver com este site; na verdade, está prejudicando a marca e a reputação da Airbnb.

    ⚠️ Avaliações excessivamente altas e uma série de convidados e avaliadores

    Pelo menos neste caso, os golpistas não estavam sendo razoáveis com o número de avaliadores e de convidados. Enquanto outros anfitriões da Airbnb têm classificações na casa das dezenas — no máximo, nas centenas mais baixas para os usuários mais ativos — o golpista ostenta 1.639 convidados e classificações de 563 usuários. As classificações são, é claro, as mais altas possíveis.

    Isso é especialmente suspeito para alguém que oferece uma propriedade para aluguel a longo prazo.

    ⚠️ Distintivo de Superhost

    O golpista também acrescentou um distintivo de Superhost ao seu perfil.

    Esse status é para os usuários que atendem a várias condições. Entre elas, estão um mínimo de dez reservas completas, um índice de resposta de pelo menos 90%, uma classificação de usuário de pelo menos 80%, e o fechamento de cada reserva. A verificação do cumprimento das condições é feita quatro vezes ao ano.

    ⚠️ Links não levam a lugar nenhum

    Se você clicar em qualquer link no site, ele não funcionará ou redirecionará para uma página não relevante no site real da Airbnb.

  4. Instruções de pagamento

    Se você não cortar a comunicação mesmo neste ponto (o que recomendo), ele informará que repassou tudo isso à Airbnb para resolução. Dirá para esperar um e-mail deles com mais instruções sobre como proceder e, o que é mais importante, onde pagar.

    Pouco tempo depois, você recebe um e-mail fingindo ter sido enviado pela Airbnb. Na realidade, é o golpista, que você pode facilmente perceber pelo endereço de onde o e-mail chegou. No e-mail, há a confirmação das informações fornecidas pelo golpista (não deve ser, já que ele envia os e-mails) e instruções de pagamento.

    1️⃣ Pagar anonimamente com o Paysafecard

    Em algum momento antes de 2019, as pessoas usavam cartões pré-pagos Paysafecard para transferir dinheiro.

    O Paysafecard é um sistema respeitável que opera no mundo inteiro. Infelizmente, os golpistas gostam dele também. As transferências de dinheiro através dele são bastante difíceis de serem rastreadas.

    Um golpista, fazendo-se passar pela Airbnb, pedirá a você que compre cupons Paysafecard no valor do aluguel acordado. Solicitarão, então, a você, que envie os números e os PINs dos cupons comprados. Depois de enviá-los para o golpista, você perderá dinheiro.

    O golpista imediatamente transforma os dados em dinheiro, e é quase impossível recuperá-lo.

    2️⃣ Pagamento para uma conta bancária

    Em 2019, as transferências de “aluguel” para contas bancárias estrangeiras, na maioria das vezes na Alemanha, tornaram-se mais predominantes. Por exemplo, encontrei pessoalmente uma conta no SolarisBank, operada sob uma licença alemã.

    Há algumas indicações de que as contas bancárias são de golpistas, e o princípio de funcionamento do SolarisBank pode permitir que os fraudadores criem um número infinito de números de conta exclusivos.

  5. O que fazer se você foi enganado(a)

    Depende do ponto em que você está. No entanto, recomendo que siga estas etapas:

    1️⃣ Pare o fluxo de dinheiro

    Se você tiver enviado dinheiro por transferência bancária, contate imediatamente seu banco e peça que impeçam a transferência. Faça o mesmo se você der à outra parte o número de seu cartão de crédito.

    Spoiler: a probabilidade de você ter seu dinheiro de volta é relativamente baixa. Conheço só um caso, de agosto de 2022, em que uma vítima da Eslováquia entrou em contato com o banco e teve o dinheiro de volta em sua conta no dia seguinte. No entanto, ligue para o banco.

    Se você já comprou cupons Paysafecard, bloqueie-os imediatamente.

    2️⃣ Vá à polícia para apresentar uma queixa criminal

    Vá à delegacia de polícia mais próxima e apresente uma queixa criminal contra um infrator desconhecido por fraude. A polícia anotará tudo e você poderá documentar os e-mails dos autores das fraudes como prova. Não apague nenhum e-mail.

    Se você enviou cópias de seus documentos, informe à polícia e peça a confirmação de que seus documentos podem ser utilizados indevidamente. É muito provável que os fraudadores usem seu nome e seus documentos em futuros anúncios.

    Se a polícia entrar em contato com o Paysafecard ou com o banco, forneça informações sobre quem está do outro lado da transação.

    Spoiler: é pouco provável que a polícia detecte os culpados. Eles têm que seguir a lei e os autores das fraudes são do exterior. Muitas vezes são de países onde a cooperação internacional é extremamente difícil. Por exemplo, o fraudador do Facebook Marketplace que expus morava em Burkina Faso.

    3️⃣ Denuncie o anúncio e o endereço de e-mail como fraudulentos

    Escreva para o site onde encontrou o anúncio e alerte-o sobre o comportamento fraudulento. Você pode enviar um link para este artigo. O objetivo é eliminar o anúncio da Internet o mais rápido possível, para que não haja mais fraudadores.

    Da mesma maneira, bloqueie o e-mail usado pelos golpistas.

    4️⃣ Avise-me

    E, finalmente, por favor, se você se deparou com um cenário de fraude diferente do que descrevo no artigo ou outras identidades roubadas, queira me notificar pelo e-mail novak@vpnwiki.com. Desta maneira, posso alertar outras vítimas potenciais. Quanto mais informações você me fornecer sobre o golpe, melhor.

  6. Atualizações e mudanças no comportamento dos infratores

    No resumo abaixo, listo as identidades conhecidas que os golpistas usam em anúncios e comunicações. Além dos nomes, eu publico deliberadamente endereços, e-mails, números de telefone e números de contas bancárias. Ao publicá-los, este artigo pode ser rastreado por outras pessoas que talvez queiram alugar apartamentos dos golpistas.

    Para ter certeza, repito: as verdadeiras pessoas listadas abaixo não têm nada a ver com os golpes. Seus documentos e identidades foram mal utilizados.

    • Eduard Wiest (wiest.eduard1962@gmail.com)
    • Hertin Loer (hertinloer@gmail.com)
    • Sabrina Lauenstein (sabrina.lauenstein22@hotmail.com)

    🔴 Fevereiro 2022: Identidade Barbara Christine Baehr + passaporte alemão

    Os fraudadores agora estão explorando a identidade de Barbara Christine Baehr em conexão com pelo menos um apartamento em Sternberg. Para aumentar a credibilidade, eles enviam uma fotocópia de um passaporte em nome da Dra. Barbara Christine Baehr Hoffmann com o ano de nascimento de 1953.

    Curiosamente, Barbara Baehr é uma conhecida entomologista alemã, com um perfil no Wikipedia em vários idiomas. O cenário de fraude é idêntico ao dos casos anteriores. A comunicação é feita pelo endereço de e-mail barbara.christinebaehr1953@gmail.com.

    Contatei a verdadeira Dra. Barbara Christine Baehr no dia 20 de fevereiro de 2022. Ela me confirmou que sua identidade foi roubada quando quis alugar um apartamento em Tübingen, na Alemanha.

    Este artigo sobre Golpe da Airbnb foi originalmente publicado em tcheco pelo mesmo autor. Esse post é uma tradução do mesmo. Os fatos descritos no artigo são baseados na experiência do autor com fraudes na República Tcheca. Em outros países, alguns detalhes ou procedimentos podem diferir.

Adicione uma Avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *